//
Você está a ler ...
Actualidade, Bwizer, Emprego, José Lemos

Processo de emigração: o caso de França

Atualmente, as perspetivas em Portugal estão longe de ser as mais animadoras. Muito embora, na maior parte das vezes suportadas na capacidade empreendedora de cada um, continuem a existir oportunidades para profissionais de saúde, o processo de emigração é uma opção que tem vindo a estar cada vez mais presente no pensamento de cada um.

Dados oficiais, apontam para que, em 2011, mais de 100 mil portugueses tenham saído do país, em busca de uma vida melhor. Como destino principal, encontram-se o Brasil, França, Suíça, Angola e crescentemente o Médio Oriente.

A julgar pela tendência em termos de oferta para profissionais de saúde, a Língua Francesa (França, alguns cantões Suíços onde se incluem as cidades de Berna e Genebra, a própria Bélgica) é uma ferramenta que se reveste de bastante importância. Daí que, a pensar naquelas que podem ser as necessidades de um profissional de saúde, a Bwizer tenha lançado um curso de Francês especificamente para este público.

O curso, eminentemente virado para a linguagem mais técnica, é um passo sólido para que este processo seja cumprido com sucesso. Mas não é tudo. Nas próximas linhas vamos tentar resumir aqueles que devem ser os passos principais, tomando como exemplo, França.

  • Portugal é um país pertencente à União Europeia. Como tal, qualquer cidadão português pode viajar entre países pertencentes a esta comunidade (na qual também se inclui a França), e aí trabalhar.
  • Note que a sua estadia num país estrangeiro pode ter várias motivações: ter uma experiência diferente de trabalho, melhorar o seu CV, ou simplesmente juntar dinheiro. Qualquer que seja o seu objetivo, é importante que se consciencialize que pode querer prolongar a sua estadia, daí que seja fundamental uma aculturação ao país que o recebe.
  • Conhecer a língua é um processo fundamental para esta aculturação, e para além disso é fundamental para que a candidatura a determinada instituição seja aceite. Note que é necessário um nível mínimo de conhecimento, uma vez que vai lidar com temas críticos, onde uma pequena imprecisão linguística pode valer um erro grave.
  • O domínio da língua francesa pode ser certificado através de dois tipos de exame: i) o DELF/DALF, que dá acesso a diplomas oficiais emitidos pelo Ministério Educação; ii) o TEF é um exame que objetiva avaliar os conhecimentos de francês, nas suas vertentes de compreensão e de expressão.
  • Não é aprovado nestes exames sem um conhecimento sustentado da língua, daí a importância deste tipo de cursos. Cursos que desde logo lhe garantem que no CV, possa colocar a sua competência linguística no Francês como “B1”
  •  Caso pretenda alcançar o nível B2 (obrigatório caso se pretenda inscrever na Ordem de Fisioterapeutas Francesa, mas não essencial para trabalhar naquele país), ou preparar-se para um dos exames acima referidos, dependendo das necessidades da turma, a Bwizer facilitará o processo.
  • Finda esta certificação, só terá que contactar a Entidade Empregadora (diretamente ou através de agências de recrutamento) e aí demonstrar todos os seus conhecimentos técnicos e características pessoais.
  • Finda a aprovação da entidade empregadora, deverão tratar da documentação para se regularizarem como trabalhadores em França (junto do Ministério da Saúde e da Segurança Social Francesa).
  • Processo que em grande parte dos casos é auxiliado pela agência de recrutamento ou pela entidade empregadora. Caso assim não seja, com o Documento de Identificação Português, a certificação linguística, a certificação da entidade empregadora e algumas fotografias, conclui a sua legalização como contribuinte do Sistema Francês com relativa facilidade e está pronto para começar a trabalhar.

Com estas linhas esperamos ter ajudado para resolver algumas das suas dúvidas. Caso elas persistam, não hesite em contactar-nos. Tentaremos dar as respostas que soubermos.

1ª Ediçãohttp://bit.ly/SY9FnY

2ª Edição (Horário Pós-Laboral) – http://bit.ly/PGFG54

Discussão

Ainda sem comentários.

Participe! Deixe um comentário ...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: