//
Você está a ler ...
Geral

A vida de G.O.

Sábado, 7 horas da manhã. De pé para mais um dia de trabalho. Nada de descanso, é tempo de receber os alunos para as formações de Norte a Sul do País. Para quem achava que a Bwizer respirava no fim de semana, está enganado. É quando os Gestores Operacionais, os famosos G.O’s, precisam de mais fôlego, mais animação para receber formandos e formadores de todo o mundo.

Sair de casa, buscar o formador ao Hotel, levá-lo com antecedência ao local da formação. Arrumar a sala, certificar-se de que está tudo como deve ser. Verificar os contratos, a ficha de recolha de dados, fazer o check-in dos alunos, repor o coffee-break. A sala está limpa? Há água para o formador que não pára enquanto fala? Tudo pronto.

O coração acelera um bocado, momento de apresentar a Bwizer e os pormenores logísticos sobre as instalações. Falar em público, fácil para uns, difícil para outros. Conhece o formador? É hora de mostrar o que sabe, “soltar o verbo”. Carreira aqui, experiências acolá. Vai começar o que de melhor sabemos fazer, as formações para profissionais de saúde.

GO.jpg

Nas fotos acima: Filipa e Daniele (coordenadora e G.O) com o formador Fernando Veras do curso “Geriatria, a Intervenção do Fisioterapeuta”. Ao lado, a G.O. Tâmara (de rosa, no canto direito) participa da tradicional foto de grupo no curso Suporte Avançado de Vida.
Nas fotos embaixo: a G.O. Maria brinca com as alunas do curso de Acupuntura para Enfermeiros. Ao lado, Daniele a fazer fotos como G.O. da 1ª edição do Career Talks.

Atenção aos alunos, ao que dizem, como reagem. Fotos para que te quero. Para postar no Facebook, no Linkedin, em todas as redes possíveis. Vamos mostrar o entusiasmo destas pessoas em aprender. Ajudar o formador, o aluno, estar à disposição. Inclusive para ser boneco, se o curso for de massagem ou terapias spa, melhor ainda. Se o formador for brasileiro (ou inglês, espanhol, belga), traduzir certas palavras será preciso. Preparar que lá vem o coffe break, momento para conversar, descontrair, pedir o feedback dos presentes, fazer networking. De volta para mais conhecimento, mais aprendizagem. Os olhos borbulham com tanta informação, enquanto o estômago pede por uma pausa. É hora do almoço.

Metade do dia já passou, temos mais quatro horas pela frente. Ao fim de tudo, é despedir-se ou dizer “até amanhã” para quem continua. Recolher as informações, os contratos, fazer vendas de produtos clínicos, estar atento ao que precisam. Limpar a sala, arrumar as marquesas, deitar o lixo fora. Levar o formador ao hotel, desejar uma boa noite de descanso. Ir para a casa, jantar com os familiares, deitar na cama a sorrir e a pensar: “em 12 horas temos mais, enquanto isso, vou aproveitar e respirar”.

Parabéns aos gestores operacionais, sejam da equipa diária que move a Bwizer, ou os colaboradores que nos ajudam nos finais de semana. O trabalho é árduo, mas a recompensa não tem tamanho de ser medida.

Discussão

Ainda sem comentários.

Participe! Deixe um comentário ...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: