//
Você está a ler ...
Geral

Cuidados Paliativos

A Bwizer promoveu ontem uma tertúlia sobre cuidados paliativos, com as enfermeiras Catarina Simões e Margarida Alvarenga, do IPO do Porto.

Curiosamente, uma das nossas novas colaboradoras, a Mariana, teve oportunidade de ser voluntária em Wroclaw, na Polónia, num centro de cuidados paliativos. Diziam-lhe que devia responder, caso lhe perguntassem acerca da sua função, que “ajudava as pessoas a passar para o outro lado”.

 
cp1 editDe acordo com o Portal da Saúde Português, os cuidados paliativos “são cuidados prestados a doentes em situação de intenso sofrimento decorrente de doença incurável, em fase avançada e rapidamente progressiva. O objetivo consiste em promover, tanto quanto possível e até ao fim, o bem-estar e a qualidade de vida destes doentes. Atuam no alívio dos sintomas, apoio psicológico, espiritual e emocional, apoio à família e durante o luto”.

Na tertúlia foram abordados alguns dos mitos mais frequentes em cuidados paliativos: ainda há muitas ideias pré-concebidas que precisam de ser refutadas. Não, não estamos só a falar de doentes oncológicos – mas de diversas patologias crónicas, nem apenas dos cuidados no hospital – mas também ao domicílio, nem necessariamente de pacientes em fase “terminal” com o sentido restrito que usualmente atribuímos à palavra; estamos a falar do modo como são vividos não só os últimos dias, mas, possivelmente, os últimos meses ou mesmo anos de vida. Porque, como explicaram as enfermeiras na tertúlia Bwizer, “as pessoas não tem prazo de validade”, nem é possível adivinhar a data da sua morte.

Parece óbvio mas vale a pena clarificar: para se percecionar a morte que se avizinha, é impreterível estar vivo. E não existirá, talvez, maior desalento na vida do que que essa perceção do seu final, qual contagem decrescente. Haverá, então, evidência mais significativa de que é justamente neste período que o apoio deve ser maior?

As equipas de cuidados paliativos incluem
cp6 editmédicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais e fisioterapeutas, que têm como objetivo principal aliviar o sofrimento dos pacientes. O trabalho que tem vindo a ser desenvolvido é motivo de orgulho para o SNS, mas ainda há muito a ser feito. Em 2013, o acesso a cuidados paliativos não chegava sequer a cobrir 10% dos cerca de 60 mil pacientes que se estima que precisem deste tipo de assistência em Portugal, segundo Luís Capelas, presidente da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (APCP).

O apoio aos familiares é um dos aspetos mais relevantes que importa compreender e onde a falta de recursos deve ser urgentemente colmatada. No site da APCP são divulgados alguns testemunhos de pessoas que lidam de perto com esta realidade. E se, por um lado, o trabalho dos profissionais é reconhecido, é ainda evidente que há um longo caminho a percorrer. “Minha Mãe usufruiu de cuidados paliativos no IPO do Porto, instituição a que devo muito. Até eu, filha em dor, me senti acompanhada e serena pelo facto de a Mãe estar a ter qualidade de vida e por haver alguém preocupado em lha dar. Pena que em Aveiro, cidade em que moro, não tenha conhecimento de haver uma unidade de cuidados paliativos. Pena que as pessoas tenham medo de falar”.

 

cp3

 

Em fevereiro, a Bwizer promove cursos sobre cuidados paliativos, dirigidos a enfermeiros e profissionais de saúde, lecionados pela enfermeira Catarina Simões, em Lisboa e no Porto. De 27 a 29 de março realiza-se o V Congresso de Cuidados Paliativos, em Lisboa, onde serão abordados temas de grande atualidade, como a eutanásia, a investigação na área, o papel da fisioterapia e os desafios crescentes em Portugal.

Vale a pena estar atento.

 

Discussão

Ainda sem comentários.

Participe! Deixe um comentário ...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: