//
Você está a ler ...
Actualidade, Fisioterapia, Formação

Formação em ATM, por Tomás Pérez

atm4

Tomás Pérez é uma referência internacional na Fisioterapia, apaixonado pela área da Terapia Manual e, em concreto, pela avaliação e diagnóstico da ATM (Articulação Temporomandibular).  É conhecido por ser um perfeccionista, colocando-se padrões elevados de exigência nas diferentes (e muitas) coisas que faz.

Para além da sua atividade em centro clínico próprio, Pérez é coordenador dos torneios ATM Master Series e WTA de Madrid desde 2005 ,e tem desenvolvido uma sólida carreira académica, sendo docente do Departamento de Fisioterapia da Faculdade de Medicina da prestigiada Universidade CEU de Madrid.

E é com grande orgulho que o apresentamos, também, como formador Bwizer do curso de ATM – Avaliação e Tratamento da Disfunção Craneo-Cervico-Mandibular. Conversámos com Pérez para compreender as mais-valias deste curso, e de que modo se pode tornar uma importante ferramenta para fisioterapeutas e terapeutas da fala.

Na opinião do formador, esta afigura-se uma oportunidade única para o aluno adquirir as competências necessárias de avaliação e tratamento do sistema Craneo-Cervico-Mandibular, possibilitando a atuação eficaz nos problemas funcionais mais frequentes da região temporo-mandibular.

Com este curso adquirem-se os princípios básicos de avaliação e as técnicas de tratamento mais simples e eficientes com evidência científica. Também serão revistos os conceitos básicos, para se relacionar corretamente esta área com a de outros profissionais, como os odontologistas e os cirurgiões maxiofaciais” explica Pérez.

Um dos campos em que é mais frequente encontrar casos de hiperatividade de oclusão mandibular é no desporto de alta competição, geralmente como resposta ao stress que os atletas sentem durante o desafio:

Perante uma resposta inconsciente, que pode causar irritação e dor nas articulações da mandíbula como hiperatividade dos músculos da mastigação, a fisioterapia é imposta como um recurso necessário para ajudar os atletas a gerir esta disfunção, proporcionando estratégias de auto-gestão para o stresse e a tensão muscular e, assim, prevenir novas alterações ao nível articular e funcional” conta o fisioterapeuta.

Numa competição como o OPEN de Madrid, que Pérez atm1coordena, é garantida a presença de dois fisioterapeutas
especializados no tratamento da disfunção crânio-cervical-mandibular, bem como de dentistas familiarizados com o tratamento funcional desta área, que impedem o desconforto e as disfunções orofaciais, quer estas sejam causadas pelo stress ou por trauma direto.

Recomendado e lecionado por Tomás Pérez, formador com vasta experiência internacional, ATM – Avaliação e Tratamento da Disfunção Craneo-Cervico-Mandibular é já um curso de referência, com qualidade comprovada pelo sucesso das edições anteriores. Garante ao profissional de saúde as ferramentas necessárias para intervir numa área pouco ainda pouco explorada no mercado de trabalho, mas com uma procura crescente a que oferta não corresponde.

Inscrições e mais informações em http://bit.ly/1h6jAn8.

 

 

 

 

 

Discussão

Ainda sem comentários.

Participe! Deixe um comentário ...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: