//
Você está a ler ...
Bwizer, Cursos, Fisioterapia, Formação, Saúde

As Cefaleias…

A cefaleia é o nome genérico dado a uma dor localizada na cabeça ou na região superior do pescoço (região cervical). Tendo causas múltiplas e sendo uma das dores mais comuns, levou a Organização Mundial da Saúde a incluir a “dor de cabeça”, globalmente, entre os dez primeiros lugares no conjunto de todas as doenças conhecidas no mundo, na sua revisão de 2010 e publicada no último trimestre de 2012.

Cefaleia é o nome geenxaqueca-grandenérico dado a qualquer dor localizada na cabeça ou na região superior do pescoço (região cervical), podendo ter origens múltiplas. Pela sua elevada incidência e prevalência, a Organização Mundial da Saúde, na sua revisão de 2010 publicada no último trimestre de 2012, classifica a “dor de cabeça” entre os dez primeiros lugares no conjunto de todas as doenças conhecidas no mundo.

Quando as cefaleias são doenças por si só, ou seja, a doença é a própria dor de cabeça que é recorrente, designam‐se por cefaleias primárias, sendo estas as situações mais frequentes. As cefaleias secundárias são aquelas que se devem a outra doença subjacente, ou seja, a dor de cabeça é um sintoma de outro problema.

Quando as cefaleias são doenças por si só, designam‐se por cefaleias primárias, sendo estas as situações as mais frequentes. Por outro lado, as cefaleias secundárias são aquelas que se devem a outra doença subjacente, ou seja, a dor de cabeça é um sintoma de outro problema.

É fundamental esta distinção, pois o tratamento é, fundamentalmente, diferente. O tratamento das cefaleias primárias é mais complexo pois, em geral, são recorrentes e incuráveis provocando uma importante incapacidade e diminuição da qualidade de vida. Embora incuráveis, as cefaleias primárias têm tratamento “paliativo”, o que permite, na maioria dos casos, viver uma vida normal com uma incapacidade mínima.

Esta distinção é essencial, pois o tratamento é, fundamentalmente, diferente. O tratamento das cefaleias primárias é mais complexo pois, em geral, são recorrentes e incuráveis provocando uma importante incapacidade e diminuição da qualidade de vida. Embora incuráveis, as cefaleias primárias têm tratamento “paliativo”, o que permite, na maioria dos casos, viver uma vida normal com uma incapacidade mínima.

Nas cefaleias secundárias, a abordagem é feita com o objetivo de diagnosticar e tratar a patologia na origem da dor.

Existe ainda um terceiro grupo de cefaleias, as nevralgias, ou seja, as dores de cabeça que se devem ao aparecimento de um processo inflamatório a nível dos nervos da cabeça ou do pescoço e que se tornam origem da dor, sendo as mais importantes a nevralgia do trigémeo e a do grande occipital.

Independentemente da sua origem, esta é sem dúvida uma patologia com uma grande incidência na população mundial, sabendo-se hoje que podem estar na origem de estados depressivos, perturbações de humor, alterações posturais, bem como outras doenças que envolvem processos de sensitização central e periférica. Além disso, são também uma das principais causas de toma de medicação e automedicação, podendo ser muitas vezes excessiva.

Assim, é cada vez mais importante o profissional de saúde estar apto a dar resposta a estas situações, estando preparados para avaliar e intervir de uma forma adequada e eficaz, reduzindo a toma de fármacos, especialmente tendo em conta que a evidência científica e clínica mais recente tem demonstrado que outras abordagens, c14111811450127omo a Terapia Manual, podem também ter resultados muito positivos e sem os efeitos secundários decorrentes da medicação.

Para o profissional de saúde, o tratamento da região crânio-cervical é particularmente complexo, levantando no terapeuta a necessidade de um conhecimento profundo sobre a estrutura e função destas regiões, assim como das técnicas de tratamento mais eficazes e, acima de tudo, seguras.

Para ficar a saber mais sobre as cefaleias e de que forma poderá tratar esta condição, cujo impacto na qualidade de vida do indivíduo é indiscutivelmente negativo, consulte todas as informações sobre uma das nossas novidades para 2015: “Cefaleias: A Intervenção da Terapia Manual”http://bit.ly/1zlRChp.

Discussão

Ainda sem comentários.

Participe! Deixe um comentário ...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: